História

A Sociedade Brasileira de Educação Matemática – RS originou-se de uma forte necessidade de ter um órgão gaúcho comprometido com a Educação Matemática, até então uma nova área de conhecimento.

No ano de 1988, durante o II ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, em Maringá – PR, a proposta do estatuto da SBEM Nacional foi discutida e aceita, aguçando o desejo dos educadores matemáticos de instalar sedes regionais da SBEM.

Em 11 de novembro do corrente ano, houve O IV ENCONTRO ESTADUAL DE LICENCIATURAS DO RIO GRANDE DO SUL em Santa Maria, no qual foi elaborado e discutido o estatuto da SBEM-RS. Na mesma ocasião foi realizada a eleição da primeira diretoria executiva ‘provisória’, composta por: Alda Zaccardi (FURG); Isolde Schimidt (Fates); Maria Cecília Bueno Fisher (UNISINOS) e Ocsana Danyluk (UPF). Em 10 de julho de 1991 foram publicados no Diário Oficial da Indústria e Comércio os objetivos da SBEM-RS.

Em 26 de Abril de 1991, durante o VIII ENCONTRO ESTADUAL DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA E VIII JORNADA REGIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, foi instaurada oficialmente a primeira diretoria regional executiva composta por: Ocsana Danyluk (Secretária Geral), Neiva Grando (Primeira Secretária), Sandra Marasini (Segunda Secretária), Carmen Gomes (Primeira Tesoureira), Orly Spanemberger (Segundo Tesoureiro) e Norberto Hallwass (Assessoria Jurídica). A Sociedade Brasileira de Educação Matemática foi realmente registrada em 25 de Julho de 1991.

Durante a vigência dessa diretoria houve a publicação de seis boletins informativos intitulados “BOLETIM DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA” e a realização do II ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA em parceria com a PUC-RS, onde se percebeu a necessidade e o desejo de a SBEM de ter a sua própria revista.

Constatou-se, ao término do ano de 1993 a existência de 212 educadores associados na SBEM-RS, ocorrendo em 01 de outubro do mesmo ano a posse da nova diretoria constituída por: Francisco Egger Moellwald (Secretário Geral); Pedro Borges (Primeiro Secretário); Bernadete Barbosa (Segunda Secretária) e Tânia Pereira (Tesoureira).

Nos dias 11 e 12 de Novembro de 1994 no campus da UNIJUI em Ijui foi realizado o III ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, e ficou registrado um salto significativo em relação ao número de sócios, cerca de 480. Um dos fatores favoráveis a esse salto foi a publicação e distribuição da revista “TEMAS E DEBATES DA SBEM”. Ao término dessa gestão, em outubro de 1995, havia cerca de 561 sócios.

Em 21 de Julho de 1995, o secretário geral da SBEM-RS, Francisco Egger Moellwald renuncia ao cargo devido a eleição ao cargo de segundo tesoureiro, na chapa eleita nesta mesma data, para diretoria executiva da SBEM Nacional. A diretoria da SBEM-RS passa a ser composta por: Pedro Borges (Secretário Geral); Bernadete Barbosa (Primeira Secretária) e Tânia Pereira (Tesoureira), e o cargo de segunda secretária ficou em aberto até a eleição seguinte a qual aconteceu durante o IV ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. Esse EGEM foi realizado na cidade de Rio Grande, na FURG no mês de outubro de 1995 e contou com a presença de aproximadamente 500 participantes. Na ocasião, tomou posse a nova diretoria composta por: Nilce Fátima Scheffer (Secretária Geral); Monica Bertoni dos Santos (Primeira Secretária); Elena Haas Chemale (Segunda Secretária) e Hélia Thiles (Tesoureira).

No V ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, em 1997, realizado em Novo Hamburgo, na Fundação Evangélica a secretária geral, Nilce Fátima Scheffer participou, em assembléia, o aumento do número de sócios de 561 para 900 e apresentou a nova diretoria constituída por: Elena Haas Chemale (Secretária Geral), Armindo Cassol (Primeiro Secretário), Carmen Eckhardt (Segunda Secretária) e Fábio Kruse (tesoureiro).

Nesta gestão concretizou-se o grande sonho, a publicação da primeira revista da regional, almejado desde 1991 por Ocsana, quando a mesma comentou: “… a ausência de recursos deve ser ultrapassada de alguma forma. Vamos a Capes, a FAPERGS, ao CNPq, a outras agências e a instituições privadas…”.

O VI ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA aconteceu em Osório na FACOS. Na ocasião nova diretoria foi eleita e compôs-se por Ana Cecília Togni (secretária geral), Maria Inês Dauth, Sérgio Dias Assumpção e Lecy Bedy Kothe. Nesta gestão houve a publicação de três boletins e da segunda edição da Educação Matemática em revista – RS, na qual o professor José Baratojo comenta: “… não se detenham apenas em conteúdos e sim, em tudo que envolve a aprendizagem, métodos, história, recursos”. A atualização de cadastro ficou aproximadamente em 1500 associados.

Esta diretoria sugeriu, por solicitação da DNE Nacional, o nome do professor Armindo Cassol da UNISINOS, para fazer parte da diretoria nacional, tendo sido aceito.

Em 2001, houve a realização do VII ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA em Santa Cruz do Sul na UNISC, no período de 28 a 30 de abril com a participação de 740 pessoas. Ao término do evento, durante a assembléia geral, foram feitas alterações no regimento; a escolha da sede do VIII EGEM e a eleição da nova diretoria. A nova diretoria ficou composta por: José Carlos Pinto Leivas (Diretor), Rubilar Simões Júnior (Primeiro Secretário), Nilce Fátima Scheffer (Segunda Secretária) e Alice Teresinha Pacheco (Tesoureira) e, como sede do VIII ENCONTRO GAÚCHO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, ficou estabelecida a Universidade Católica de Pelotas – UCPEL, na cidade de Pelotas.

Na vigência da nova diretoria, houve a realização do FORUM ESTADUAL DE LICENCIATURAS EM MATEMÁTICA, com fomento da FAPERGS, em maio, na FURG em Rio Grande, congregando coordenadores, professores e alunos interessados em discutir os currículos de matemática. Neste mesmo ano houve a publicação e o envio aos sócios da terceira e quarta revista, bem como a edição de quatro boletins.